Basket Case

Duane é um tipo acanhado que um dia chega a Nova Iorque e se acomoda num pestilento hotel cheio de rufias e prostitutas. No bolso traz centenas de notas de dólar e, por baixo do braço, carrega um enorme cesto que desperta as atenções. Duane parece um moço ingênuo, mas afinal viajou até à grande cidade para encetar um plano de vingança: no cesto encontra-se o seu irmão siamês Belial – uma bola informe composta por dois bracinhos e uma cabeça de dentes afiados –, e está na hora de ajustar contas com os médicos que os separaram. 

É este o ponto de partida de Basket Case , filme que marcou a estreia do realizador (e historiador de cinema underground) Frank Henenlotter e é tudo menos o nosso vulgar splatter movie. É cinema trash, sim senhor, de baixíssimo orçamento e apetite voraz, mas com uma dinâmica realista que o distinguiu de outras fitas do gênero. Henenlotter filma as ruas de Nova Iorque com uma crueza quase documental que nos chega a fazer lembrar o Scorcese dos tempos de Mean Streets e Taxi Driver, o que poderá explicar o fato de até uma entidade tão insuspeita quanto os Cahiers du Cinéma lhe ter tecido os maiores elogios. Isto associado a pipas de gore, atores não profissionais a emular personagens-tipo do lixo urbano, o uso de um stop-motion que se sabe tosco e tira proveito disso, e, finalmente, uma tremenda imaginação que ultrapassa as limitações orçamentais do projeto, fizeram de Basket Case um clássico imediato.

Título Original: Basket Case (1982)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen

Gostou? #Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos para o Hell Business, por isso caso tenha algo a acrescentar ao artigo ou apenas quer expressar sua opinião, não deixe de comentar.

 
Copyright © 2008 - 2017 Hell Business - O Reduto dos Monstros