sábado, 4 de setembro de 2010

O Conde Drácula - Jess Franco

Versão de Jess Franco do clássico de Bram Stoker sobre a criatura que se alimenta do sangue de suas vítimas. Mais uma vez Christopher Lee encarna o papel do vampiro. 

Por ser um dos poucos a tentar revelar nas telas a história original do livro concebido por Bram Stoker em fins do século XIX, esse Count Dracula (também conhecido como Il Count Dracula ou Bram Stoker's Count Dracula, lançado em 1970) merece uma menção especial, quase honrosa, é verdade que a história até então nunca havia tido uma versão em película fiel ao original; tanto o Nosferatu de Murnau quanto o Dracula estrelado por Bela Lugosi foram apenas resumos bem livres do texto, com variações totalmente independentes; esse Count Dracula, por assim dizer, tentou remediar isso. 

Nessa produção espano-ítalo-germânica dirigida pelo hoje "cult" Jesus Franco (ou Jess Franco, como ele preferia), ninguém menos que Christopher Lee aparece como um Drácula até que bastante semelhante ao descrito por Stoker, com o bigodão branco característico do personagem e a palma da mão peluda. Contudo, está bem distante da imagem satânica e cruel que criou ao longo de sua bem sucedida carreira enquanto ator na Hammer Film. Para dizer a verdade, nessa época ele ainda estava na ativa no famoso estúdio inglês de filmes de terror, sendo que já em 1973 voltaria a interpretar o Conde.

Título Original: Nachts, wenn Dracula erwacht (1970)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Fullscreen

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos para o Hell Business, por isso caso tenha algo a acrescentar ao artigo ou apenas quer expressar sua opinião, não deixe de comentar. Você pode comentar de 3 maneiras:
1- Com sua conta no Blogger.
2- Com uma conta no Disqus (Twitter, Google etc).
3- Com sua conta no Facebook.
Para isso basta clicar nos botões acima das respectivas redes sociais.

O Reduto Dos Monstros

Importante: Os filmes disponíveis em minha lista não possuem lançamento no Brasil ou são filmes que caíram em domínio público ou tiveram o direito autoral expirado. Desta maneira o processo se torna legal e sem a alcunha de pirataria. É um processo similar ao que ocorre com livros, músicas e outras obras autorais. A depender da lei de cada país, após um determinado período de tempo (décadas), o copyright do filme expira e ele pode ser compartilhado e exibido em público sem o pagamento de direitos autorais.




Curta no Facebook

Horror Movie Fans