A Lista de Filmes foi atualizada, para conferir clique no link abaixo:

 LISTA DE FILMES ATUALIZADA - 16 - 02 - 2018

 CLIQUE AQUI PARA CONFERIR A LISTA DE FILMES

 OU PELO LINK:

 Lista de Filmes completa com todas informações no "formato" EXCEL que abre com o MICROSOFT OFFICE EXCEL:

 CLIQUE AQUI para realizar o Download da Lista

 DÚVIDAS OU PEDIDOS PELO E-MAIL: thehellbusiness@gmail.com


* TODOS COM LEGENDAS EM PORTUGUÊS E/OU DUBLADOS!
* DISPONÍVEL NA LISTA OS MAIORES CLÁSSICOS DO CINEMA!
* HORROR/ TRASH/ SUSPENSE/ SCI-FI/ EXPLOITATION/ CLÁSSICOS E MUITO MAIS!
* POSSO GARANTIR QUE AQUI ESTÃO OS MAIORES CLÁSSICOS DE TODOS OS TEMPOS E OS FILMES MAIS RAROS E EXCLUSIVOS!!

* Acompanhe as atualizações da lista através do Site:

   http://www.hellbusiness.com

* Curta a página do HELL BUSINESS no Facebook:
   CLIQUE AQUI para conferir a página do HELL BUSINESS no Facebook.

Abraço,
Hell Business.
Em busca da imortalidade, líder de uma misteriosa seita ocultista sequestra uma jovem mulher a qual ele acredita possuir em seu organismo o elixir da vida eterna. O experimento macabro fica ameaçado quando o filho do líder da seita se apaixona pela moça e decide impedir o plano diabólico do pai.

A Vampira Nua (La Vampire Nue), também conhecido como The Nude Vampire é um filme francês de Horror, originalmente lançado em 1970, dirigido por Jean Rollin, fotografado por Jean Renoir e estrelado por Caroline Cartier, Olivier Rollin e Maurice Lemaître.

O lendário Jean Rollin ataca novamente aqui no Hell Business, com mais um poético, lírico e sombrio Horror gótico! Nos filmes de Rollin, a narrativa é menos importante do que o corpo iconográfico, e desta forma a prioridade está na construção poética das imagens e toda a atmosfera que as cenas produzem. A direção de fotografia é assinada por ninguém mais, ninguém menos do que Jean Renoir, um dos maiores mestres do cinema francês. O filme possui cenas incríveis organizadas em módulos estanques, uma verdadeira pintura cinematográfica que faz emergir um inebriante universo gótico e psicodélico, repleto de erotismo, paganismo e vampirismo. Foi o segundo longa metragem de Jean Rollin e seu primeiro filme colorido, inaugurando uma estética propriamente Rolliniana do uso das cores. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: La Vampire Nue aka The Nude Vampire (1970)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
 

Francês -  Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen


Em A Geladeira Diabólica, um casal se muda para apartamento em uma região decadente de Nova York e logo percebe que a geladeira presente no imóvel possui algo de estranho. Após presenciar diversas situações macabras envolvendo o eletrodoméstico, o casal descobre que a geladeira é um portal para o inferno. Massacre do Micro-ondas conta a história de um operário da construção civil que, cansado de comer alimentos congelados que sua esposa compra todos os dias, tem um surto e acaba tendo uma ideia assustadora e macabra para conseguir variar a sua alimentação.

A Geladeira Diabólica (The Refrigerator) é um filme estadunidense de Horror e humor negro, originalmente lançado em 1991, dirigido por Nicholas Jacobs e estrelado por Julia McNeal, Dave Simonds e Phyllis Salaberrios. Massacre do Micro-ondas (Microwave Massacre) é um filme estadunidense de Horror e humor negro, originalmente lançado em 1981, dirigido por Wayne Berwick e estrelado por Jackie Vernon , Loren Schein e Al Troupe.


Eis aqui uma sessão dupla com dois dos filmes mais grotescos do cinema de Horror americano e que se tornaram  grandes clássicos do cinema Trash. Dez anos separam as duas produções, no entanto, ambas estão inseridas no contexto do "boom" do cinema independente lançado direto para o vídeo após o lançamento do VHS doméstico, a partir de 1977. Nesta época, era comum encontrarmos em videolocadoras pérolas do cinema de Horror que, antes do advento do vídeo, seria impensável vê-las no circuito comercial. Quando você quiser se divertir com cenas impagáveis, muita violência gráfica e histórias absurdas, esta sessão dupla será uma grande pedida! Recomendo incondicionalmente.

Título Original: The Refrigerator / Microwave Massacre (1991-1983)  
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas

Idiomas / Sistema de Som:
Inglês - Estéreo
Formatos de Tela: Fullscreen



Ao confrontar-se com criminosos, uma policial é obrigada a refugiar-se em antigo galpão abandonado, onde se depara com brinquedos macabros controlados por um feiticeiro obscuro. Além de proteger sua vida dos demônios de brinquedo, a moça terá de cuidar também do filho que está  esperando, pois este corre o risco de ser o próximo hospedeiro do diabo.

Brinquedos Assassinos (Demonic Toys), também conhecido como Brinquedos Diabólicos, é um filme estadunidense de Horror, originalmente lançado em 1992, produzido e escrito por Charles Band, dirigido por Peter Manoogian e estrelado por Tracy Scoggins  Bentley Mitchum e Daniel Cerny.

Brinquedos Assassinos é mais uma pérola impagável do cinema Trash que teve a produção do lendário Charles Band e se tornou um clássico no período áureo das videolocadoras. O filme foi lançado direto para o vídeo e, assim como o Mestre dos Brinquedos (1989), também produzido por Band, teve como objetivo explorar o sucesso de Brinquedo Assassino (1988). Picaretagem ou não, o fato é que o filme se tornou um clássico cult e, assim como muitos outros filmes de exploração, conseguiu demonstrar seu próprio valor. Brinquedos Assassinos chegou a ser exibido na TV aberta brasileira, angariando fãs incondicionais. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: Demonic Toys (1992)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Dublado em Português - Estéreo
Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen


Desiludida com seus amigos durante uma viagem de trem, uma moça resolve desembarcar em uma região isolada e desabitada de Portugal. Ao caminhar pela floresta, a moça encontra as ruínas de um monastério medieval e resolve passar a noite lá. Ao anoitecer, os temidos cavaleiros templários, sacrificados no século XIV naquele local, levantam de suas tumbas para aterrorizarem novamente.

A Noite do Terror Cego (La noche del terror ciego), também conhecido como Tombs Of The Blind Dead, é um filme de Horror coproduzido por Portugal e Espanha, originalmente lançado em 1972, dirigido por Amando de Ossorio e estrelado por Lone Fleming, César Burner e María Elena Arpón.

A Noite do Terror Cego é o filme que dá inicio à excelente tetralogia de Amando de Ossorio sobre os templários zumbis. Assim como nos demais filmes da série, A Noite do Terror Cego surpreende pela fotografia, direção de arte e efeitos visuais que fazem do filme uma verdadeira obra de Horror assustadora, com zumbis extremamente convincentes, macabros e sombrios. Nos EUA, algumas distribuidoras lançaram o filme em uma das versões mais picaretas da história do cinema: para aproveitar o estrondoso sucesso de O Planeta dos Macacos (1968), os distribuidores fizeram um novo corte do filme, adicionando um prólogo que fazia conexões deste com aquele, e lançaram com o título de Revenge from Planet Ape. Esta versão bizarra é considerada uma raridade nos dias atuais. A Noite do Terror Cego é mais um clássico do Horror europeu. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: La noche del terror ciego (1972)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Espanhol - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen


Um médico se muda para uma pequena e isolada vila de pescadores, com o objetivo de confirmar a tese de que os lendários cavaleiros templários assombram a região. Assim que toma contato com o povo do vilarejo, o médico descobre que as profecias em torno dos cavaleiros templários são assustadoras e estão para se cumprirem.

A Noite das Gaivotas (La noche de las gaviotas), também conhecido como Night of the Sea gulls, é um filme espanhol de Horror, originalmente lançado em 1975, dirigido por Amando de Ossorio e estrelado por Víctor Petit, Maria Kosty e Sandra Mozarowsky.

A Noite das Gaivotas é o filme que fecha a famosa Tetralogia dos Mortos Cegos, que conta ainda com La noche del terror ciego (1972),
El ataque de los muertos sin ojos (1973) e El buque maldito (1974). A série de Amando de Ossorio surpreende pela criação de uma atmosfera extremamente sombria e assustadora, façanha que poucos filmes de baixo orçamento conseguem atingir. Não à toa, a tetralogia de Ossorio é considerada o ápice do Horror espanhol na década de 1970. A Noite das Gaivotas é simplesmente uma aula de como se constrói o medo através do discurso cinematográfico. Recomendo incondicionalmente.



Título Original: La noche de las gaviotas (1975)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Espanhol - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen


Na Inglaterra Vitoriana, uma mulher é contratada por um aristocrata para cuidar de dois irmãos órfãos. Ao chegar na mansão, a mulher começa a presenciar estranhos acontecimentos e situações sobrenaturais, que a levam a acreditar que a casa é mal assombrada. A partir de então, a mulher decide proteger as crianças e desvendar os mistérios daquela mansão sombria.

Os Inocentes (The Innocents) é um filme britânico de Horror, originalmente lançado em 1961, dirigido por Jack Clayton, com direção de fotografia de Freddie Francis e estrelado por Deborah Kerr, Peter Wyngarde e Megs Jenkins. O roteiro do filme foi inspirado na peça The Innocents, uma adaptação de William Archibald para o romance The Turn of the Screw, de Henry James.

O Horror psicológico é um estilo bastante difícil de se executar de maneira satisfatória, não à toa os grandes filmes que fazem uso deste recurso foram dirigidos por mestres do cinema. Neste tipo de filme, a violência, o sangue e todos os efeitos visuais comuns em filmes de Horror são substituídos por uma atmosfera inebriante de suspense proporcionada pelo discurso cinematográfico (Iluminação, som, movimentos de câmera etc.). Cultuado como um dos maiores filmes do cinema de Horror em todos os tempos, Os Inocentes é um grande exemplar do bom e velho Thriller de Horror psicológico.O grande cineasta e crítico François Truffaut considera Os Inocentes o melhor filme britânico desde que Alfred Hitchcock foi filmar em Hollywood. A bela fotografia do filme serviu de inspiração para o videoclipe da música The Perfect Drug, da banda Nine Inch Nails. Mais um clássico do cinema. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: The Innocents (1961)
Cor: P & B
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:

Dublado em Português - Estéreo
Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen

 
Em um vilarejo de Portugal no século XVI, um grupo de cavaleiros Templários é sacrificado pelos populares da região que os acusam de praticar feitiçaria. Antes de serem sacrificados, os temidos Templários prometem que irão retornar do mundo dos mortos para se vingarem. Quinhentos anos depois do ocorrido, os populares do vilarejo organizam uma festa de comemoração ao dia do extermínio dos templários e à noite os mortos saem de suas tumbas para aterrorizarem os habitantes da região.

O Retorno dos Mortos Vivos (El ataque de los muertos sin ojos), também conhecido como Return of the Evil Dead, é um filme espanhol de Horror, originalmente lançado em 1973, dirigido por Amando de Ossorio e estrelado por Tony Kendall, Fernando Sancho e Esperanza Roy. O filme faz parte da famigerada tetralogia dos Mortos Cegos, que conta ainda com La noche del terror ciego (1972), El buque maldito (1974) e La noche de las gaviotas (1975).

Com um orçamento modesto, o filme surpreende pelos efeitos visuais e direção de arte, o que contribui para a atmosfera sombria que se constrói. A versão inglesa do filme, cujo título foi modificado para Return of the Evil Dead, popularizou o termo "Evil Dead" para se referir aos mortos que retornam de suas tumbas para aterrorizar os vivos. Alguns anos mais tarde, Sam Raimi utilizaria o termo para nomear seu grande clássico Evil Dead (1981). Recomendo incondicionalmente.


Título Original: El ataque de los muertos sin ojos (1973)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Espanhol - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen



Quatro homens oriundos de diferentes partes do mundo, por motivos diversos, se encontram em uma região hostil da América Latina para enfrentarem o maior desafio de suas vidas. Por dinheiro, os quatro rapazes aceitam a proposta de uma multinacional do petróleo de transportar, em um velho caminhão, por caminhos tortuosos da selva Sul-Americana, uma carga de nitroglicerina.

O Comboio do Medo (Sorcerer) é um filme estadunidense de aventura e suspense, originalmente lançado em 1977, dirigido por William Friedkin e estrelado por Roy Scheider, Bruno Cremer e Francisco Rabal. Comboio do Medo é um dos raros casos em que o remake consegue ser tão bom quanto o filme original. Remake do clássico O Salário do Medo (1953), dirigido pelo mestre Henri-Georges Clouzot, o filme é muito provavelmente a obra prima de  William Friedkin, que já tinha em seu currículo os clássicos Operação França (1971) e O Exorcista (1973).

Com um prólogo incrível, detalhista e perfeccionista de uma hora de duração, no qual as personagens que irão se encontrar na selva nos são apresentadas, Friedkin demonstra todo
o seu talento como diretor em cenas sofisticadas e modernas, se afastando das fórmulas redundantes de desgastadas da Antiga Hollywood. As cenas da travessia do caminhão pela selva são uma verdadeira aula de como fazer cinema de qualidade e nelas,  Friedkin não deixa dúvidas sobre o domínio que tem sobre a Linguagem Cinematográfica. O filme foi uma das últimas produções associadas à Nova Hollywood, período que vai de 1968 até meados dos anos 1980, no qual foi possível fazer cinema progressista em Hollywood, com enredos mais densos e linguagem sofisticada. Este movimento sucumbiu com o advento do chamado Blockbuster High Concept, um novo conceito de cinema comercial iniciado por Guerra nas Estrelas (1977) e Tubarão (1977), e que iria inviabilizar a produção de filmes de autor em Hollywood.

O título hermético Sorcerer, Mago na tradução literal, faz provavelmente alusão à missão das personagens, que terão de transformar uma situação adversa (transportar nitroglicerina em um velho caminhão por um território hostil) em algo bom (a boa grana que receberão se cumprirem o desafio), como se, tal qual as lendas em torno dos magos, tivessem que transformar chumbo em ouro. O final do filme, longe do tradicional Happy End Hollywoodiano, é escatológico, uma marca do grande William Friedkin. Comboio do Medo é sem dúvida uma das grandes obras primas da Nova Hollywood. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: Sorcerer (1977)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
 

Inglês - Dolby Digital 5.1
Formatos de Tela: Widescreen



Após sua irmã ser devorada por Lobisomens, homem une-se a um investigador e inicia uma cruzada contra um grupo de monstros que perambulam em regiões obscuras dos Estados Unidos e Europa. Enquanto enfrenta criaturas infernais, o homem descobre que sua irmã pode ter se tornado um lobisomem.

Grito de Horror 2 (Howling II: Stirba - Werewolf Bitch) é um filme estadunidense de Horror, originalmente lançado em 1985, dirigido por Philippe Mora e estrelado por Christopher Lee, Annie McEnroe e Reb Brown. Trata-se do segundo filme da série Howling, que conta ainda com Grito de Horror (1981), Grito de Horror 3 (1987), Grito de Horror 4: Um Arrepio na Noite, Grito de Horror 5: O Renascimento (1989), Grito de Horror 6 (1991) e Gritos de Horror: O Renascimento (2011).

Durante a primeira metade da década de 1980, o tema da licantropia foi bastante explorado pelo cinema. Em uma época em que o corpo ganhava protagonismo e as técnicas de efeitos visuais avançavam, a metamorfose bizarra do homem em lobisomem finalmente poderia ser mostrada diante das câmeras e isto causava bastante interesse no público. Mas, ao contrário do que ocorrera na maioria dos filmes, em que havia bastante recurso para os efeitos visuais, Grito de Horror 2 teve baixo orçamento e o visual dos lobisomens era nada menos do que a vestimenta utilizada no filme O Planeta dos Macacos, que fora reaproveitada e, por sugestão de Chris Lee, acabou modificando a tradicional transformação do homem em lobo. Agora, o homem regredia na evolução, tornando-se um macaco antes de se transformar em lobisomem. O lendário ator Christopher Lee revelou que aceitou participar do filme porque nunca havia sido um lobisomem no cinema. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: Howling II: Stirba - Werewolf Bitch (1985)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Dublado em Português - Estéreo
Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen


Para serem aceitos em uma república estudantil, dois jovens se aventuram pela madrugada em um bairro sombrio de Nova York, em busca de uma stripper para animar uma festa universitária. Ao entrarem em um clube sinistro, descobrem que o local está cheio de vampiros sedentos por sangue.

Vamp - A Noite dos Vampiros (Vamp) é um filme estadunidense de Horror, originalmente lançado em 1986, dirigido por Richard Wenk e estrelado por Chris Makepeace, Sandy Baron e Robert Rusler. O filme conta ainda com a participação especial da modelo, cantora e atriz Grace Jones.

Vamp - A Noite dos Vampiros é mais um daqueles divertidos filmes de Horror que dão ao universo fantástico um toque de aventura. Neste tipo de filme, que foi muito comum na década de 1980, o contato com a ameaça monstruosa se dá por meio de uma experiência fantástica e efêmera, que dura somente algumas horas do dia ou da noite, em que as personagens se veem em uma aventura sobrenatural, ou seja, se encontram "encrencados". Em Vamp, a ameaça monstruosa aparece quando dois jovens saem de madrugada em busca de uma stripper para animar a república estudantil. Não é preciso dizer que a noite será alucinante. Recomendo incondicionalmente.



Título Original: Vamp (1986)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Dublado em Português - Estéreo
Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen



Sobreviventes de um naufrágio buscam refúgio em um obscuro navio que surge entre as névoas do Mar das Caraíbas. A bordo da fantasmagórica embarcação, os sobreviventes irão viver seus mais terríveis pesadelos e descobrir que o navio foi usado pelos nazistas para torturar e fazer experimentos com seres humanos.

O Navio Assassino (Death Ship) é um filme canadense de Horror, originalmente lançado em 1980, originalmente escrito pelo cineasta Jack Hill, dirigido por Alvin Rakoff e estrelado por George Kennedy, Richard Crenna e Nick Mancuso.

O Navio Assassino é um ótimo exemplar dos filmes de Horror de baixo orçamento que foram produzidos entre o final dos anos 1970 e inicio de 1980. O filme faz uso de imagens de outros filmes para completar sua iconografia, algo comum neste tipo de produção. Destaque para as diversas cenas sombrias e macabras presentes no filme, o que contribuiu para a criação de uma atmosfera perfeita e digna dos dos grandes clássicos do Horror. Recomendo incondicionalmente.




Título Original: Death Ship (1980) 
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Dublado em Português - Estéreo
Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen


 
Copyright © 2008 - 2018 Hell Business - O Reduto dos Monstros