Arqueólogo encontra um estranho crânio nas ruínas de um antigo convento em uma pequena cidade rural no interior da Inglaterra. O arqueólogo começa, então, a se interessar pelo folclore da cidade e descobre que o povoado crê em antigos cultos pagãos. Quando o cientista descobre que seu achado pode estar ligado a um deus serpente adorado em diferentes civilizações do passado, começa a suspeitar que, ao escavar aquele território, pode ter libertado um antigo demônio.

A Maldição da Serpente (The Lair of the White Worm) é um filme britânico de Horror, originalmente lançado em 1988, dirigido por Ken Russell e estrelado por Amanda Donohoe , Hugh Grant e Catherine Oxenberg.

Permeado por imagens surreais, erotismo e metalinguagem, A Maldição da Serpente é mais uma daquelas preciosidades do Horror Gótico que se passam em um ambiente rural, no qual antigas lendas ainda fazem parte da vida das pessoas. A narrativa comporta uma miscelânea de códigos consagrados no cinema de Horror como o vampirismo e tradições pagãs. O roteiro é vagamente  baseado em um romance homônimo de Bram Stoker e também em uma antiga lenda inglesa.

Os efeitos visuais foram produzidos de maneira artesanal e impressionam. Destaque para o virtuoso efeito utilizado para representar o universo surreal presente no filme, e também na construção da serpente, na qual a dianteira de um fusca, devidamente trabalhada, foi utilizada para representar a cabeça do réptil. O filme marca a estreia da atriz Gina McKee no cinema. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: The Lair of the White Worm (1988)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
 

Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen



Um jornalista descobre a interferência de uma poderosa força alienígena sobre a Terra, e decide investigar o caso. Quando sua namorada retorna de viagem, ele descobre que os aliens estão substituindo os humanos por um exercito de robôs alienígenas. Agora ele terá que enfrentar os invasores para salvar a humanidade.

O Aniquilador (Annihilator) é um filme de Horror e Ficção Científica, originalmente lançado em 1986, dirigido por Michael Chapman e estrelado por Mark Lindsay Chapman, Susan Blakely e Lisa Blount.

Michael Chapman é um grande Diretor de Fotografia, tendo trabalhado em filmes como Invasores de Corpos (1978), Taxi Driver (1976) e Touro Indomável (1980). Como operador de câmera atuou nos clássicos O Poderoso Chefão (1972) e Tubarão (1975). Chapman também tem uma carreira de ator e fez aparições em dezenas de filmes, sobretudo àqueles nos quais trabalhou como Diretor de Fotografia. Já como Diretor, ele se aventurou apenas cinco vezes.

O Aniquilador foi uma produção realizada para a TV, e teve como objetivo óbvio explorar o estrondoso sucesso do filme O Exterminador do Futuro (1984). Mas, por ironia do destino, a quem diga que Annihilator conseguiu superar o seu antecessor. Trata-se de uma preciosidade dos anos 1980 a reunir Ficção Científica, Horror e ação; elementos que contagiavam o público da época e que hoje causam um certo saudosismo. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: Annihilator (1986)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Idiomas / Sistema de Som:

Dublado em Português - Estéreo
Formatos de Tela: Fullscreen


 
A Lista de Filmes foi atualizada, para conferir clique no link abaixo:

 LISTA DE FILMES ATUALIZADA - 09 - 02 - 2017

 CLIQUE AQUI PARA CONFERIR A LISTA DE FILMES

 OU PELO LINK:

 Lista de Filmes completa com todas informações no "formato" EXCEL que abre com o MICROSOFT OFFICE EXCEL:

 CLIQUE AQUI para realizar o Download da Lista

 DÚVIDAS OU PEDIDOS PELO E-MAIL: thehellbusiness@gmail.com


* TODOS COM LEGENDAS EM PORTUGUÊS E/OU DUBLADOS!
* DISPONÍVEL NA LISTA OS MAIORES CLÁSSICOS DO CINEMA!
* HORROR/ TRASH/ SUSPENSE/ SCI-FI/ EXPLOITATION/ CLÁSSICOS E MUITO MAIS!
* POSSO GARANTIR QUE AQUI ESTÃO OS MAIORES CLÁSSICOS DE TODOS OS TEMPOS E OS FILMES MAIS RAROS E EXCLUSIVOS!!

* Acompanhe as atualizações da lista através do Site:

   http://www.hellbusiness.com

* Curta a página do HELL BUSINESS no Facebook:
   CLIQUE AQUI para conferir a página do HELL BUSINESS no Facebook.

Abraço,
Hell Business.
Um grupo de astronautas faz uma viagem espacial, tendo como missão explodir um asteroide que está em rota de colisão com a Terra. A missão é bem sucedida, mas os astronautas retornam sem saber que um alienígena invadiu a Nave e está viajando com eles em direção à Terra.

O Lodo Verde (The Green Slime) é uma coprodução entre entre Estados Unidos, Japão e Itália, e foi originalmente lançado em 1968. Dirigido por Kinji Fukasaku e estrelado por Robert Horton, Luciana Paluzzi e Richard Jaeckel, o filme foi inteiramente filmado no Japão, com equipe de produção japonesa e atores norte-americanos e italianos.

O Lodo Verde é um deleite para os aficionados pelo bom e velho Sci-Fi artesanal, onde miniaturas de naves e cidades em maquetes, papel machê e efeitos visuais em stop motion eram suficientes para a criação de um universo fantástico. O filme foi lançado no final da década de 1960, quando a Ficção Científica de baixo orçamento, que teve seu ápice na década de 1950, encontrava-se em gradual declínio e, portanto, é uma das últimas produções a trazer a atmosfera daquele período memorável para o cinema independente. Recomendo incondicionalmente.





Título Original: The Green Slime (1968)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
 
Dublado em Português - Dolby Digital 2.0
Inglês - 
Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen


Em busca de sossego e uma nova vida com a família, ex-embaixador norte-americano se muda para uma bucólica e isolada região rural da Inglaterra. Mas, o que parecia ser o inicio de uma vida pacata e tranquila, se torna um grande pesadelo quando a família passa a ser atormentada por fantasmas do passado.

O Doce Aroma da Morte (The Sweet Scent of Death) é o episódio número OITO da antológica série Hammer House of Mystery and Suspense, produzida pela Hammer Films em 1984. Este episódio foi dirigido por Peter Sasdy e estrelado por  Dean Stockwell, Shirley Knight e Michael Gothard.

O Doce Aroma da Morte é mais um dos memoráveis contos de Horror presentes na Série televisiva Hammer House of Mystery and Suspense, que no Brasil foi exibida pela SBT no final da década de 1980. A Série conta com 13 episódios reunidos em uma temporada e cada episódio possui uma hora e dez minutos de duração. Mystery and Suspense precedeu outra grande antologia de Horror da Hammer, a clássica Hammer House of Horror, sendo que estas grandes produções foram umas das últimas grandes realizações da Hammer desde o inicio de sua imersão no universo fantástico no final da década de 1950. Recomendo incondicionalmente.




Título Original: Hammer House of Mystery and Suspense: The Sweet Scent of Death (1984)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Idiomas / Sistema de Som:
Dublado em Português - Estéreo
Formatos de Tela: Fullscreen


Uma erupção vulcânica causa a queda de um iceberg no Polo Norte, libertando uma gigantesca criatura pré-histórica que permaneceu conservada por milhares de séculos no gelo. De volta à vida, a criatura irá promover um verdadeiro inferno na Terra.

O Louva-a-Deus Mortal (The Deadly Mantis), também conhecido como Fúria de uma Região Perdida e A Morte vem do Céu, é um filme estadunidense de Ficção Científica, originalmente lançado em 1957, produzido e coescrito por William Alland, dirigido por Nathan Juran e estrelado por Craig Stevens, William Hopper e Pat Conway.

Dirigido por Nathan Juran, um dos maiores ícones do cinema fantástico clássico, The Deadly Mantis é mais um dentre as dezenas de produções de ficção científica da década de 1950 a evidenciar os medos e anseios de uma época. Toda a paranoia causada pela Guerra Fria e os temores diante da possibilidade de uma catástrofe nuclear se tornaram fonte de inspiração para a realização de uma miríade de filmes sobre um mundo pós-apocalíptico. O Louva-a-Deus Mortal segue uma tendência muito em voga naquele momento: a transmutação de insetos inofensivos em grandes bestas do apocalipse. Recomendo incondicionalmente.




Título Original: The Deadly Mantis (1957)
Cor: P & B
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:

Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Fullscreen
 



Um acidente aciona uma poderosa máquina do tempo criada pelo famoso cientista Dr. Who e transporta ele e mais quatro pessoas para o ano de 2150. No futuro, presenciam a devastação da Terra e descobrem que uma Raça Alienígena mantém o Planeta sob domínio. Conseguirá Dr. Who combater os invasores e evitar a extinção do Planeta Terra?

Daleks – Invasion Earth: 2150 A.D. é um filme britânico de ficção científica, originalmente lançado em 1966, dirigido por Gordon Flemyng e estrelado por Peter Cushing, Bernard Cribbins e Ray Brooks.

Este grande clássico da Ficção Científica é o segundo de dois filmes inspirados na antológica Série de TV Doctor Who, produzida pela BBC. O primeiro deles chama-se Dr. Who and the Daleks e foi lançado em 1965. Em ambos os filmes, Peter Cushing vive brilhantemente o papel do excêntrico cientista Dr. Who. Os dois filmes são produções da Amicus, embora os créditos tenham ido para  a AARU Productions, devido a um acordo de co-financiamento. Mais uma preciosidade vinda diretamente dos bons tempos da Ficção Científica. Recomendo incondicionalmente.





Título Original: Daleks Invasion Earth: 2150 A.D. (1966)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
 
Inglês - Dolby Digital 2.0 
Formatos de Tela: Widescreen



Misterioso assassino aterroriza jovens estudantes em um campus universitário e, a cada vítima que faz, retira um de seus membros para montar um quebra cabeça macabro.

O Terror da Serra Elétrica (Mil gritos tiene la noche), também conhecido como Pieces, é um filme ítalo/hispânico de Horror, do subgênero Giallo, originalmente lançado em 1982, dirigido por Juan Piquer Simón e estrelado por Christopher George, Linda Day e Frank Braña.

Este filme foi lançado durante o ápice do Slasher nos Estados Unidos, um subgênero que havia sido influenciado pelos grandes Giallos italianos da década de 1960. A direção ficou por conta de Juan Piquer Simón, um grande cineasta do cinema fantástico espanhol. Na época de seu lançamento, o filme obteve um grande sucesso de bilheteria e ficou marcado pelas cenas viscerais apresentadas. As vísceras e todo o sangue são reais, obtidos em um abatedouro. Há uma cena no filme que é considerada uma das mais bizarras já vistas no cinema: um cover do Bruce Lee aparece em uma das cenas, sem ter qualquer relação com a narrativa do filme. Este fato ocorreu porque o produtor Dick Randall estava produzindo simultaneamente um filme de Kung Fu estrelado por Wong Kin Lung, que era considerado um dos melhores representantes da "Bruceplotation", e resolveu aproveitar o astro em seu filme de Horror. Mais um grande exemplar do Horror mundial. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: Mil gritos tiene la noche aka Pieces (1982)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
 
Inglês - Dolby Digital 2.0
Espanhol -  Dolby Digital 2.0
Comentários - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen


Um misterioso cometa passa próximo da Terra e desestabiliza todas as máquinas existentes no Planeta. Os objetos, antes submetidos ao Homem, agora voltam-se contra a humanidade e, dispostos a exterminar a Raça Humana, promovem um verdadeiro massacre.

Comboio do Terror (Maximum Overdrive) é um filme estadunidense de Horror, originalmente lançado em 1986, escrito e dirigido por Stephen King e estrelado por Emilio Estevez, Pat Hingle e Laura Harrington.

Cansado de se decepcionar com os filmes baseados em suas obras literárias, o lendário escritor Stephen King decidiu ele próprio filmar um de seus contos.
Nascia, assim, um grande clássico da bagaceira. O filme é uma sequência de cenas absurdas, impagáveis e, consequentemente, divertidas. King admitiu que não estava sóbrio durante as filmagens e, quando perguntado sobre o porquê dele não ter mais dirigido nenhum filme após Comboio do Terror, ele respondeu que a razão está no resultado de sua primeira e única experiência como diretor, ou seja, um desastre. King, grande fã da banda AC/DC, pediu pessoalmente para que os músicos compusessem para o filme. A banda aceitou e para o deleite dos roqueiros, o álbum Who Made Who inteiro é a trilha sonora de Comboio do Terror. Que tal ver um filme insano e impagável ao som de AC/DC? Recomendo incondicionalmente.


Título Original: Maximum Overdrive (1986)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen


Uma pane no sistema de computador faz perigoso maníaco homicida receber alta de um hospital psiquiátrico. À solta, o assassino irá retornar à Irmandade onde há 17 anos cometeu um terrível massacre, a fim de continuar o banho de sangue.

Silent Madness (Silent Madness) é um filme estadunidense do sub-gênero Slasher,  originalmente lançado em 1984, dirigido por Simon Nuchtern, escrito por Bob Zimmerman e estrelado por Belinda Montgomery, Viveca Lindfors e Solly Marx.

Silent Madness é mais um excelente exemplar dos grandes Slashers produzidos durante o auge do gênero. O clima pesado e sombrio, os momentos de grande tensão e suspense e as mortes bizarras são os pontos altos do filme. Para além dos códigos narrativos que caracterizam o gênero, Silent Mandess problematiza o tratamento desumano em hospitais psiquiátricos, que nada mais faz do que agravar a situação dos enfermos, transformando-os em máquinas de matar. É importante salientar que no período de produção do filme a Reforma Psiquiátrica ganhava força em várias partes do mundo, demonstrando a pertinência do filme de gênero no diálogo com sua época. Ninguém resiste a um bom Slasher dos anos 1980: prepare a pipoca e  deleite-se com este pequeno clássico. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: Silent Madness (1984)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Inglês - Estéreo
Formatos de Tela: Fullscreen


 
Enfrentando todo o tipo de dificuldade para realizar seus filmes, cineasta consegue produzir obras primas do cinema de Horror e criar um dos personagens mais venerados da História do gênero.

Zé do Caixão é uma minissérie brasileira sobre a obra cinematográfica de José Mojica Marins, exibida no canal Space em 2015, dirigida por Vitor Mafra, escrita por André Barcinski e Ricardo Grynszpan, e estrelada por Matheus Nachtergaele, Maria Helena Chira e Felipe Solari.

Inspirada no livro Maldito: a vida e o cinema de José Mojica Marins, o Zé do Caixão, de André Barcinski e Ivan Finotti, mas acompanhada de uma boa dose de ficção, esta excelente minissérie é tão divertida quanto dramática, por narrar as aventuras e desventuras de um realizador de filmes independentes movido pelo amor à sétima arte.

A série é composta por seis episódios de 40 minutos cada e é uma realização da produtora norte-americana Turner, em um projeto que visa investir em produções nacionais. Destaque para a atuação primorosa de Matheus Nachtergaele, que simplesmente encarnou José Mojica Marins e é o ponto mais alto da série. No Acervo Hell Business a série completa está disponível com ótima qualidade de imagem em apenas um DVD. Recomendo incondicionalmente.


Título Original: Zé do Caixão - A Série (2015)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Idiomas / Sistema de Som:
 
Português - Dolby Digital 2.0

Formatos de Tela: Widescreen

Em um futuro distante, garoto de dez anos manipula um super computador com inteligência artificial, na tentativa de dar sobrevida a Robby, o antigo robô da família. Mas, quando o super computador acessar os comandos de Robby, irá usá-lo em benefício próprio, para viabilizar um plano macabro de domínio da Terra.

O Menino Invisível (The Invisible Boy) é um filme estadunidense de Ficção Científica, originalmente lançado em 1957, dirigido por Herman Hoffman e estrelado por Richard Eyer, Philip Abbott e Diane Brewster.

O Menino Invisível é mais um clássico da Ficção Científica da década de 1950 a suspeitar do progresso da ciência que, nas mãos de homens ambiciosos, poderia se tornar uma ameaça à vida na Terra. O filme se passa no século XXIII e é interessante observar como foi pensado o futuro distante neste obra de quase 60 anos atrás. Devido ao alto custo de produção do robô Robby para o filme O Planeta Proibido, este foi reutilizado em O Menino Invisível e se tornou um ícone para os fãs do gênero. Se você tem interesse a respeito da evolução dos efeitos visuais no cinema Hollywoodiano, filmes como este são obrigatórios. E para os fãs dos clássicos da Ficção Científica, recomendo incondicionalmente.




Título Original: The Invisible Boy (1957)
Cor: P & B
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:

Dublado em Português - Dolby Digital 2.0
Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Fullscreen


 
 
Copyright © 2008 - 2016 Hell Business - O Reduto dos Monstros