sábado, 21 de novembro de 2009

Uma Filha para o Diabo

O duelo entre um escritor de livros sobre ciências ocultas e o demônio, com quem a filha de um casal de amigos fez um pacto. A chave do mistério está nos códigos de Astharot, o livro satânico.
  
 Já nos seus anos de declínio, a lendária produtora inglesa Hammer conseguiu lançar Uma Filha Para o Diabo em sistema de co-produção com a Alemanha, para alegria dos fãs de Christopher Lee que ansiavam assistir ao “imortal” intérprete do Conde Drácula numa das suas últimas aparições dignas de aplauso. Lee interpreta o sinistro Padre Michael Rayner, cuja missão é tomar conta da noviça Catherine (Nastassja Kinski) até sua inevitável entrega ao demônio Astaroth através de missa negra a ser realizada num dos ermos de Londres. Surge o escritor John Verney (Richard Widmark), estudioso das práticas satanistas e disposto a livrar a moça de um destino sombrio. Ao espectador familiarizado com a prodigiosa estética da Hammer, são imediatamente reconhecíveis elementos como locações conhecidas da capital inglesa, ângulos de fotografia pouco usuais e mansões góticas inspiradas no próprio imaginário “hammeriano.” Porém, a fita não se basta apenas no memorável duelo de gigantes da interpretação entre o personagem do padre e seu perseguidor: fiado na excelente adaptação de John Peacock para o romance de Dennis Wheatley, Peter Sykes aparou as arestas de um eventual amontoado de chavões ao embalo do Exorcista de William Friedkin, saindo-se com ritmo surpreedente e magnífica direção de atores. Para a estranha comunhão do pacto estabelecido pelo Padre Michael Rayner e os adeptos de sua seita, todos os requintes ritualísticos foram observados com fidelidade, o que também faz o filme parecer convincente, tal O Bebê de Rosemary, de Roman Polanski. De resolução engenhosa, com um acachapante final em aberto francamente contraposto ao maniqueísmo dos filmes de terror mais convencionais, Uma Filha Para o Diabo é a “jóia da coroa” na filmografia da Hammer em sua última fase, imerecidamente esquecido pelos pesquisadores. Clássico!!

Título Original: To the Devil a Daughter (1976)
Cor: Colorido
Região do DVD: Todas
Legenda: Português
Idiomas / Sistema de Som:
Inglês - Dolby Digital 2.0
Formatos de Tela: Widescreen



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são muito bem vindos para o Hell Business, por isso caso tenha algo a acrescentar ao artigo ou apenas quer expressar sua opinião, não deixe de comentar. Você pode comentar de 3 maneiras:
1- Com sua conta no Blogger.
2- Com uma conta no Disqus (Twitter, Google etc).
3- Com sua conta no Facebook.
Para isso basta clicar nos botões acima das respectivas redes sociais.

O Reduto Dos Monstros

Importante: Os filmes disponíveis em minha lista não possuem lançamento no Brasil ou são filmes que caíram em domínio público ou tiveram o direito autoral expirado. Desta maneira o processo se torna legal e sem a alcunha de pirataria. É um processo similar ao que ocorre com livros, músicas e outras obras autorais. A depender da lei de cada país, após um determinado período de tempo (décadas), o copyright do filme expira e ele pode ser compartilhado e exibido em público sem o pagamento de direitos autorais.




Curta no Facebook

Horror Movie Fans